Instituições como a mídia, a escola, a família, a comunidade, clubes e espaços públicos, exercem uma forma de educação voltada às práticas corporais e ao lazer na contemporaneidade. Por outro lado, os sujeitos recebem essas influências e produzem também um conjunto de significados que são atribuídos às tais práticas.


Dentre os significados que circulam no senso comum estão a associação das práticas corporais com a saúde, no sentido das mesmas serem compreendidas como um dos principais meios para se obter um corpo belo e saudável, não importando se a pessoa é, de fato, saudável.


Além disso, a visão predominante de lazer é do consumo de produtos, com a função, sobretudo, de diversão e como forma de compensação das obrigações sociais. Nesse sentido, vemos a escola e os espaços de lazer como instituições fundamentais para viabilizar aos sujeitos o acesso ao conhecimento, de modo que possam rever valores, conceitos e sentidos.


É com este intuito que este livro foi construído, a fim de produzir um material que possa ser base para a ação pedagógica de professores atuantes no âmbito escolar, assim como de profissionais do lazer.


Sumário

1. Lazer, práticas corporais e cultura na contemporaneidade

2. Caminhos percorridos para os estudos relacionados ao lazer, práticas corporais e cultura

3. Lazer, futebol, jogos escoteiros e as práticas corporais na educação física escolar