Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

ANÁLISE DA PRESSÃO ARTERIAL PÓS-ESFORÇO: ESTUDO COMPARATIVO DE DOIS MÉTODOS DE TREINAMENTOS RESISTIDO

Gederson Kardec Gomes, Alexandre Gonçalves, Yuri Garcia Ribeiro.

2009 / Volume 8, número 3
ANÁLISE DESCRITIVA DE VARIÁVEIS FISIOLÓGICAS, PESSOAIS E PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA RECOMENDADA PARA IDOSOS HIPERTENSOS

Renata de Oliveira e Silva, Jorge Ferreira de Araújo Junior.

2009 / Volume 8, número 3
ANÁLISE DO TREINAMENTO RESISTIDO APLICADO A REMADA DE SURFISTAS: UM ESTUDO DE CASO

Alessandro Mello de Brito, Danilo Lopes Ferreira Lima.

2009 / Volume 8, número 3
ANÁLISE DOS RESULTADOS OBTIDOS EM TESTES DE APTIDÃO FÍSICA APÓS TREINAMENTO DE 12 SEMANAS EM JOVENS TENISTAS

Cyntia Aguiar Xavier De Freitas, Thiago Augusto Benevides, Paulo Henrique Azuaga Braga.

2009 / Volume 8, número 3
AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO DE ATLETAS DE FUTEBOL DE CAMPO

Rodrigo dos Reis Maia, Renato Aparecido de Souza, Danillo Barbosa, Adriano Prado Simão, Luiz Henrique Gomes Santos.

2009 / Volume 8, número 3
AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DOS ACADÊMICOS DA ÁREA DE SAÚDE

Leonardo de Sousa Fortes, Mariella Agostinho Gonçalves, Maria Lúcia de Castro Polisseni.

2009 / Volume 8, número 3
AVALIAÇÃO E CORRELAÇÃO ENTRE FORÇA DE MEMBRO INFERIOR E EQUILIBRIO ESTÁTICO EM IDOSAS

Alison Avelar Cardoso; Fernanda Antonia Ortiz da Silva; Cíntia Campolina Duarte Rocha; Sandro Fernandes da Silva.

2009 / Volume 8, número 3
BENEFÍCIOS DO USO DE RECURSOS ERGOGÊNICOS NA PERSPECTIVA DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DA CIDADE DE FORTALEZA-CE

Helder Braide Lima, Danilo Lopes Ferreira Lima, Rossman Prudente Cavalcante.

2009 / Volume 8, número 3
BOCHA E PARALISIA CEREBRAL SEVERA: POSSIBILIDADE DE INCLUSÃO SOCIAL

Janaina Pessato Jerônimo, Ana Maria Faccioli Carmago, Luiz Antônio Silva Campos, Octávio Barbosa Neto.

2009 / Volume 8, número 3
COMPARAÇÃO DA FORÇA ABDOMINAL ENTRE PRATICANTES DE SURF E BODYBOARD

André Luis Lima de Morais, Francisco Tiago Ricarte Gonçalves, Gustavo Almeida Leal, Alessandro Mello de Brito, Danilo Lopes Ferreira Lima.

2009 / Volume 8, número 3
COMPARAÇÃO DA PERCEPÇÃO DA SOBRECARGA DE TREINO EM ATLETAS COMPETITIVOS

Ruan Nogueira, Francine de Andrade, Jone Fernandes, Maurício Bara Filho.

2009 / Volume 8, número 3
COMPARAÇÃO DA TAXA DE ESFORÇO PERCEBIDO E FREQUÊNCIA CARDÍACA DURANTE O DEEP WATER RUNNING E A CORRIDA TERRESTRE

Rodrigo Pereira, Jenny Ahlin, Daniel Guedes Gollegã, Fabrício Madureira.

2009 / Volume 8, número 3
COMPARAÇÃO DO DESEMPENHO MOTOR EM ADOLESCENTES COM DIFERENÇAS NA CLASSIFICAÇÃO NUTRICIONAL

Valter Cordeiro Barbosa Filho, Evanice Avelino de Souza, Alísio Iuri Belmino Girão, Luiz Fernando Cuozzo Lemos, Ricardo Roberto de Oliveira.

2009 / Volume 8, número 3
COMPARAÇÃO DO EQUILÍBRIO ESTÁTICO ENTRE IDOSOS PORTADORES E NÃO PORTADORES DA DOENÇA DE PARKINSON

Juliana Brito da Silva, Suzana Raquel Carvalho Costa, João Roberto Ventura, Daniela Coelho Zazá.

2009 / Volume 8, número 3
COMPARAÇÃO DO NÚMERO DE REPETIÇÕES MÁXIMAS ENTRE EXERCÍCIOS UNIARTICULARES E MULTIARTICULARES, PARA MESMOS GRUPAMENTOS MUSCULARES, A 60 E 80\% DE 1RM

Leonardo Martins Capute, Maurício Gattás Bara Filho.

2009 / Volume 8, número 3
COMPARAÇÃO DO TEMPO DE SPRINT DE 20 METROS ENTRE ATLETAS DE FUTEBOL DA CATEGORIA INFANTIL, JUVENIL E JÚNIOR

Henrique de Oliveira Castro, Tatiana Natalina Silva Paiva, Ciro Faria Franklin, Israel Teoldo da Costa, Varley Teoldo da Costa.

2009 / Volume 8, número 3
COMPOSIÇÃO CORPORAL E OBJETIVOS COM A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA DE FREQUENTADORES DE ÁREAS PÚBLICAS DE LAZER DA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE

José Antonio Gazabin dos Santos, Robson Chacon Castoldi, Vanessa Ribeiro dos Santos, Rômulo Araújo Fernandes, Ismael Forte Freitas Júnior.

2009 / Volume 8, número 3
CRONOTIPO E QUALIDADE DE SONO EM ESTUDANTES UNIVERSÍTARIOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA

Jackson Farias Santos, Fabio Nazareth Vieira, Leandro dos Santos Afonso.

2009 / Volume 8, número 3
DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE CRÍTICA E FREQUÊNCIA CARDÍACA EM PRATICANTES DE ATLETISMO DE 10 A 16 ANOS DE IDADE DE AMBOS OS SEXOS

Michael Fernandes de Almeida, Enrique Osvaldo Cimaschi Neto, Maurício Leonel Galdino, Renato de Sousa Almeida.

2009 / Volume 8, número 3
EFEITO DA PLANIFICAÇÃO DE TREINAMENTO RESISTIDO SOBRE OS ASPECTOS DE FORÇA, COMPARANDO O MÉTODO EM CIRCUÍTO COM O PARCELADO

Diante das diversas qualidades secundárias obtidas com exercícios resistidos, a hipertrofia por motivos estéticos tem grande procura nas academias. Com tudo, as adiversidades das estruturas de treinamento dito por renomados pesquisadores, descaracterizam muitas vezes uma periodização com sustentação pedagógica, fazendo com que na prática, iniciantes tenham idênticas estruturas de treinamento que a de um praticante intermediário ou avançado. Portanto, a periodização sistemática, que respeite as diversas fases para se obter a hipertrofia deve fazer parte integrante da periodização; identificando cada mesociclo e microciclo, bem como uma única sessão de treinamento. Ressalta-se ainda a metodologia de treinamento aplicado, reconhecida basicamente por treinamento parcelado e treinamento em circuito. Esta pesquisa se justifica na tentativa de comparar o efeito de força do treinamento parcelado (TP) com o treinamento em circuito (TC), respeitando-se volumes semanais idênticos. Foram avaliados antes e após 25 dias de treinamento aproximadamente 14 pessoas de ambos os sexos com idade entre 16 a 35 anos, frequentadores de academia de musculação, utilizando materiais como aparelhos de musculação. Subdividiram-se em 2 grupos sendo grupo circuito (GC) e grupo parcelado (GP) na qual realizaram seus devidos treinos. Quando comparados os resultados entre Pré Vs Pré e Pós Vs Pós entre os métodos não houve diferenças significativas, demonstrando que os resultados foram homogêneos; da mesma forma ao analisar os resultados isoladamente dos métodos (TP Pré Vs Pós e TC Pré Vs Pós), observou-se significância para ambos os treinos. Concluímos que a análise percentual dos exercícios por grupo muscular do treinamento em circuito revelou superioridade de 30,88%, demonstrando maior potencial para o treinamento de força.

Palavras chave: Planificação de treinamento, força muscular, método circuito, método parcelado.

2009 / Volume 8, número 3