Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

BULLYING NA TERCEIRA IDADE: HÁ OCORRÊNCIA NA PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA?

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Angélica Fernanda Feliciano, Josiane Vanoni Presotto, Thaís de Cássia Ribeiro, Maria Aparecida Ribeiro, Ana Beatriz Fortes de Carvalho, Daniel Marcos de Souza

Resumo

O Brasil tem um número crescente de pessoas com mais de sessenta anos, até 2025 será o sexto país com maior número de idosos. Muitos estudos dizem que com o aumento da idade aumenta também a chance de desenvolver doenças crônico-degenerativas, com isso a atividade física assume um papel importante de oferecer à pessoa idosa a melhor qualidade de vida possível enquanto ela viver. Encontramos nessa questão o objetivo de nossa pesquisa, que foi verificar se há ocorrência de bullying na terceira idade na prática da atividade física, ou seja, se estão sendo bem tratados pelos professores e alunos no ambiente em que faz essa prática. Os procedimentos metodológicos consistiram em uma pesquisa de abordagem qualitativa, por meio de um questionário, com amostra de cinco grupos, cada um com vinte sujeitos, idosos praticantes de atividade física; idosos não praticantes de atividade física; mulheres adultas praticantes de atividade física; homens adultos praticantes de atividade física e professores de Educação Física, onde os indivíduos entrevistados e praticantes de atividade física foram exclusivamente da área de Musculação. A análise foi por meio da metodologia de Triviños e Molina (1999). Os resultados obtidos nos apresentaram que não existe bullying contra a terceira idade na prática da atividade física, porém, houve relatos que já sofreram e/ou presenciaram algum tipo de discriminação contra esse público por praticarem atividade física, nos deixando claro que o preconceito existe.

Palavras-chave: Bullying, Atividade Física, Terceira Idade.

Abstract

Brazil has a growing number of people over sixty years, 2025 will be the sixth largest number of elderly. Many studies say that with increasing age also increases the chance of developing chronic diseases, with that physical activity plays an important role to offer the elderly the best possible quality of life while they live. We find in this issue the focus of our research, which was check for the occurrence of bullying in old age in the practice of physical activity, that is, if they are being treated well by teachers and students in the environment in doing this practice. The methodological procedures consisted of a qualitative research approach, through a questionnaire with groups of five sample, each with twenty subjects, elderly practitioners of physical activity; elderly not physically active; adult women practitioners of physical activity; adult men practicing physical activity and physical education teachers, where individuals interviewed and physically active were exclusively the Exercise area. Analysis was by Triviños and Molina methodology (1999). The results showed us that there is no bullying against seniors in the practice of physical activity, however, there were reports that have experienced and / or witnessed any kind of discrimination against this public for practicing physical activity, leaving us clear that prejudice exists.

Keywords: Bullying, Physical Activity, Elderly.