Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

COMPARAÇÃO DO DESEMPENHO DE IDOSOS NO TESTE TIMED UP AND GO COM VALORES NORMATIVOS DE REFERÊNCIA

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Daniela Coelho Zazá, Gustavo Costa Val Vieira, Paula Fernanda Alves de Oliveira.

Resumo

A capacidade funcional é um dos indicadores do estado de saúde na população idosa. Diferentes são os componentes relacionados à capacidade funcional (flexibilidade, força muscular, agilidade e equilíbrio). O teste Timed Up and Go (TUG) é um dos testes funcionais de fácil aplicação e baixa demanda tecnológica, que permite detectar de maneira confiável e válida alguns desses componentes. A prática regular de atividade física está associada com alterações significativas do desempenho funcional. Assim, poderia ser esperado que o rendimento de indivíduos idosos fisicamente ativos no teste TUG fosse superior aos valores de referência. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo comparar o desempenho de idosas fisicamente ativas no teste TUG com valores de referência. A amostra foi constituída por 41 idosas com idade igual ou superior a 60 anos. A amostra foi dividida em dois grupos (G1- 60-69 anos; G2- 70-79 anos) e a coleta de dados aconteceu em um único dia. As idosas leram e assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido, foram avaliadas em relação à massa corporal e estatura e depois foram submetidas aos procedimentos de familiarização com o teste TUG. Somente após esses procedimentos é que executaram o TUG para a coleta definitiva dos dados. O resultado do Teste T não mostrou diferença significativa entre os tempos (s) do TUG dos grupos G1 (p = 0.607) e G2 (p<0,096) comparados com os valores de referência.

Palavras-chave: Capacidade Funcional. Timed Up and Go. Idosas.

Abstract

Functional capacity is one of health status indicators in the elderly population. Different components are related to functional capacity (flexibility, muscular strength, agility and balance). The Timed Up and Go (TUG) test is easily applied and requires low technological demand, which allows detecting in a reliable and valid way some of these components. Regular practice of physical activity is associated with significant changes in functional performance. Hence, it could be expected that the performance of physically active elderly individuals in the TUG test was higher than the reference values. Thus, the purpose of present study was to compare the performance of physically active elderly women in the TUG test with reference values. The sample consisted of 41 elderly women aged 60 or over. The sample was divided into two groups (G1- 60-69 years, G2-70-79 years) and the data was collected in a single day. The elderly read and signed the informed consent form, the body mass and height scores were registered and then the subject was submitted to familiarization procedures with the TUG test. Only after these procedures did they perform the TUG for the definitive data collection. The T Test did not show a significant difference between the TUG times (s) of the G1 (p = 0.607) and G2 (p <0.096) groups compared to the reference values.

Keywords: Functional Capacity. Timed Up and Go. Elderly.