Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES: NECESSIDADE DE PROGRAMAS DE ATIVIDADES FÍSICAS

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Luís Paulo Liberato Peruchi, João Gurgel de Sousa Junior, Marcelo de Castro Cesar, Rute Estanislava Tolocka.

Resumo

A prática de atividade física (AF) é coadjuvante no tratamento e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), exercendo benefícios físicos e psicossociais. Os jovens porem possuem pouca informação sobre o assunto. Objetivo: analisar os dados sobre estudantes com risco ou em tratamento de DCNT de uma escola pública no interior de São Paulo e divulgar informações AF para prevenção e tratamento de DCNT. Trata-se de um estudo exploratório para os quais todos os estudantes a partir do sexto ano foram convidados. Foi solicitado que cada estudante preenchesse uma ficha, com informações: pessoais e antecedentes pessoais e familiares. Resultados: foram entregues 128 questionários dos quais 98 foram incluídos no estudo por estarem completos; 52 estudantes eram do sexo feminino, 30 relataram estar com alguma doença destes, 21 possuíam DCNT e nove informaram outras doenças. A DCNT mais citada foi obesidade (18 estudantes), três hipertensos, dois diabéticos, dois asmáticos um cardiopata e um câncer; seis estudantes relataram possuir duas doenças. Em relação a antecedentes familiares que possuem alguma DCNT foram encontrados 80 estudantes e 17 não relataram nem DCNT e nem antecedentes com DCNT. Nas análises do IMC, no sexo masculino, foram encontradas 36,96% com baixo peso, 26,09% normal, 13,04% com sobrepeso, 23,91% obesos. No sexo feminino 38,46% com baixo peso, 23,08% normal, 25,30% com sobrepeso, sete 13,16% obesos. Conclui-se que há risco de aumento de prevalência de DCNT e níveis de IMC elevado, sendo necessárias implementação de ações preventivas, tais como oferta de programas de AF e divulgação de informações sobre DCNT.

Palavras-chave: Atividade física. Doenças crônicas. Prevenção e controle.

Abstract

The practice of physical activities (PA) is a crucial part of the treatment and prevention of non-transmissible chronic diseases (NTCD), and while young adults may have little information about it, it presents physical and psychosocial benefits. Objective: Analyse the data about students from a public school in the countryside of São Paulo who may suffer or are in treatment for an NTCD and spread information about PA as a treatment for such. This is an exploratory study, for which all students above 6th grade were invited. It was requested that each student filled a questionnaire with personal information, personal background and family histories. Results: 128 questionnaires were submitted, out of which 98 were included in the study as they were properly filled out; out of the 52 female students, 30 reported suffering from some kind of ailment, being 21 NTCDs, and 9, other diseases. The most mentioned NTCD was obesity (18 students), followed by hypertension (3 students), diabetes (2 students), asthma (2 students), cardiopathy (1 student) and cancer (1 student); six students reported suffering from more than one ailment. 80 students presented NTCDs in their family history, and 17 presented it neither in their questionnaire nor in their history. BMI (Body Mass Index) analysis show that among male students, 36.96% were underweight, 26.09% were normal, 13.04% were overweight and 13.91% were obese. Among female students 38.46% were underweight, 23.08% were normal, 25.30% were overweight and 13.16% were obese. It can be concluded that there is a risk of increased prevalence of NTCDs and high BMI levels, making the introduction of preventive actions, such as offering PA programs and spreading information about NTCDs, imperative.

Keyword: Physical Activity. Chronic Disease. Prevention and contro.