Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS DA PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA PROGRAMADA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM EXCESSO DE PESO

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Evanice Avelino de Souza; Valter Cordeiro Barbosa Filho; Claudeane Cabral; Edineia Aparecida Gomes Ribeiro; Beatriz dos Santos Cavalcante.

Resumo

A obesidade infantil é considerada uma epidemia global pela Organização Mundial da Saúde, devido ao crescimento observado nas últimas décadas e pouco são os estudos sobre atividade física programada para crianças e adolescentes obesos. Nesta perspectiva, o presente estudo objetiva analisar os efeitos de um programa de atividade física sobre a composição corporal de crianças e adolescentes obesos. Este estudo, de caráter transversal foi realizado com 28 integrantes do Projeto de Extensão Atividade Física na Infância: um Inicio para Vida Saudável da Universidade Federal do Ceará, compreendendo a faixa etária de 6 a 14 anos de idade. Foram coletados os resultados da circunferência da cintura, quadril, além do peso e estatura, para calculo do IMC. Os participantes realizaram atividades físicas três vezes na semana, durante três meses. Para análise dos resultados, utilizou-se a estatística descritiva e teste T de Student. Através dos resultados, verificou-se uma diferença significativa no peso corporal antes e após as atividades 50,8±17,2 para 48,3±18,7), além de diminuições da CC, quadril e RCQ. Diante desses resultados, pode-se concluir que todas as variáveis apresentaram diferenças significativas, antes e após um programa de atividade física orientada. Porém, vale ressaltar que vários outros fatores (fase de crescimento, a adoção de hábitos alimentares saudáveis) podem influenciar quando o assunto é tratamento da obesidade e que devem ser realizadas demais pesquisas, enriquecendo assim o meio científico e ajudando no tratamento do sobrepeso e obesidade.

Palavras chave: Crianças, adolescentes, obesidade, atividade física.

Abstract