Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE GRUPOS DE CONVIVÊNCIA DE IDOSOS DO MUNICÍPIO DE MARECHAL CÂNDIDO RONDON – PR

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Arestides Pereira da Silva Júnior; Marília Velardi.

Resumo

Baseado na literatura através do desenvolvimento de estudos, a atividade física vem estabelecendo relações bastante positivas no que diz respeito à prática e seus benefícios, principalmente os preventivos ou que atuam na minimização dos efeitos de doenças na velhice. Neste contexto é importante uma avaliação e análise do nível habitual de atividades físicas que as pessoas têm no seu dia-a-dia. Sendo assim, este estudo teve dois objetivos principais: a) Analisar o nível de atividade física dos sujeitos participantes de dois Grupos de Convivência de Idosos do Município de Marechal Cândido Rondon – PR, denominados “Amizade” e “Paz e Amor”; b) Comparar os resultados dos níveis de atividade física habitual entre os dois Grupos de Convivência de Idosos. A amostra foi composta por 60 sujeitos participantes dos Grupos de Convivência de Idosos, sendo 30 do Grupo Paz e Amor e 30 do Grupo Amizade. Para caracterizar o nível de atividade física dos sujeitos foi utilizado o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) - versão curta. A análise dos dados foi realizada através de estatística descritiva, utilizando o teste de associação Qui-quadrado (c²), com nível de significância em p<0,05. Os resultados obtidos possibilitam concluir que: os dois Grupos de Convivência de Idosos analisados foram predominantemente classificados como mais ativos, não existindo diferença estatística significativa na comparação entre os Grupos; as mulheres de ambos os Grupos de Convivência são mais ativas quando comparadas aos homens. Sugere-se que os indivíduos tomem conhecimento do seu nível habitual de atividade física e, de posse disso, possam perceber se há necessidade de aumentarem o nível de atividade física de acordo com a sua vontade ou necessidade, fortalecendo a idéia da autonomia dos sujeitos.

Palavras chave: Atividade física, idosos e grupos de convivência.

Abstract