Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

ANÁLISE COMPARATIVA DO PERFIL MORFOLÓGICO DE ÁRBITROS E ÁRBITRO ASPIRANTES DE FUTEBOL DE CURITIBA

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Alberto Inácio da Silva, Ciro Romelio Rodriguez-Añez, Mauro Ricetti Paes.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi fazer uma análise comparativa do perfil morfológico de árbitros e árbitros aspirantes de futebol. A população deste estudo foi composta por árbitros profissionais pertencentes ao quadro da Federação Paranaense de Futebol (FPF) e alunos árbitros da Escola Paranaense de Formação de Árbitros de futebol (EPAFAF). Sendo a amostra composta por 79 árbitros profissionais (AP) e 43 alunos árbitros (AA) ambos do sexo masculino. As variáveis de massa corporal, estatura, espessura de dobras cutâneas, perímetros corporais e diâmetros ósseos foram coletados com a finalidade de estimar a composição corporal e determinar o somatotipo dos árbitros. Os dados são apresentados mediante estatística descritiva. A comparação entre os grupos de AP e AA foi realizada por meio do teste “t” de student para amostras independentes. Os AP apresentaram uma idade média de 34,6 ± 5,5 anos, massa corporal de 80,6 ± 10,7 kg, estatura 177,4 ± 6 cm e um percentual de gordura médio de 19,65 ± 4,04 %. O grupo de AA apresentou uma idade média menor 24,95 ± 4,63 anos), massa corporal (74,3 ± 9,56 kg) e percentual de gordura (14,86 ± 4,36 %) as diferenças entre estas variáveis foi significativo (p<0,05). A estatura (176,2 ± 5) não apresentou diferença significativa quando comparada com o grupo de árbitros profissionais (p<0.05). O somatotipo observado nos AP foi predominantemente endomorfo (4,2-4,0-1,6), enquanto que o somatotipo dos AA foi predominantemente mesomorfo (3,5-5,1-2,2). Tanto as variáveis antropométricas quanto a somatocarta, indicam uma maior concentração de gordura corporal nos árbitros profissionais que nos alunos árbitros. Desta forma os alunos árbitros apresentaram um perfil atlético melhor que dos árbitros profissionais, sendo a idade, dieta alimentar e o nível de atividade física os fatores que poderiam justificar esta diferença.

Palavras-chave: árbitros, futebol, somatotipo, antropometria.

Abstract

The objective of the present study was to do a comparative analysis of the morphologic profile of referees soccer applicants. The population consisted of professional referees from the Federação Paranaense de Futebol (Football Federation of Paraná) and the students from Escola Paranaense de Formação de Árbitros de Futebol (School of Referees from Paraná). The sample consisted of 79 professional referees (AP) and 43 student referees (AA); all of them were males. The variables of body mass, height, skin folds, body girth and bone diameters were collected with the aim of estimating the body composition and determining the somatotype of the referees. The data are presented through descriptive statistics; the comparison between the AP and the AA groups was made by means of the student t test for independent samples. The AP referees had mean age of 34.6 + 5.5 years of age, body mass of 80.6 + 10.7 Kg, height 177.4 + 6 cm and an average percentage of fat of 19.65 + 4.04%. The AA group presented mean age of 24.95 + 4.63 years, body mass of 74.3 + 9.56 and body fat percentage of 14.86 + 4.36. The differences between this variables were significant (p<0.05). Height (176.2 + 5) was not different compared with the professional referees. The somatotype observed in the AP referees was predominantly endomorphic (4.2-4.0-1.6); meanwhile the somatotype of the AA was mesomorphic (3.5-5.1-2.2). As much the variables antropometrics as the somatotype data, they indicate a larger concentration of corporal fat in the professional referees that in the students referees. This way the students referees presented a better athletic profile than of the professional referees, being the age, alimentary diet and the level of physical activity the factors that could justify this difference.

Key-words: Referees, football, somatotype, anthropometrics.