Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

ANÁLISE DO PERFIL DE FORÇA DE PREENSÃO MANUAL, POTÊNCIA ANAEROBIA E COMPOSIÇÃO CORPORAL DE JOVENS GINASTAS.

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Caroline Inácio Molinari, Julio Cezar Bassan, Keith Sato Urbinati.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar o perfil de jovens ginásticas nas variáveis de aptidão física de: força de preensão manual, potência anaeróbia e composição corporal. Foram avaliadas 09 ginastas pré-púberes do sexo feminino, com idade entre 8 e 12 anos. As variáveis antropométricas mensuradas foram: massa corporal (Kg), estatura (cm), IMC (Kg/m²), massa magra (kg), massa gorda (kg), circunferências (cm) e envergadura (cm). O percentual de gordura (%G) foi obtido através da equação de Lohman (1992). Realizou-se também o teste do Wingate para verificar o pico de potência anaeróbia, potência média e % de fadiga. O teste da dinamômetria manual foi realizado para analisar a força. Foi realizado analise descritiva dos dados e teste Z. Os principais resultados encontrados foram que ginastas nessa faixa etária apresentam baixa quantidade de gordura, %G = 16,13 ±0,90 %, massa magra 21,10 ±1,96 kg e massa gorda 5,70 ±0,76 kg. A distribuição de gordura encontrou-se dentro da normalidade para crianças pré-púberes. Apresentou-se simetria nas circunferências de membros superiores e inferiores. Os valores de potência anaeróbia foram: pico de potencia 6,54 ±1,02 W/Kg-1, potência média 4,59 ±0,90 W/Kg-1 e % de fadiga 31,70± 6,59. A força de preensão manual para o lado direito foi de 15,69 ±2, 04, e esquerdo 14,69 ±2,04. Assim conclui-se que apesar de altas cargas de treinamento a potência anaeróbia foi classificada como mediana e boa, esses valores podem ser explicados pela fase de treinamento (preparatório geral) que as ginastas encontravam-se neste período. Quanto à composição corporal concluiu-se que a amostra esta dentro dos padrões da normalidade.

Palavras-chave: ginástica artística, composição corporal, potência anaeróbia e força de preensão manual.

Abstract

The purpose of this study was to analyze the profile of young gymnasts in the variables of physical fitness: strength of manual holding, anaerobic power and Body composition. A total of 09 pre-pubertal female gymnasts between the ages of 8 and 12 years old were analyzed. The anthropometric variables measured were: Body mass (kg), stature (cm), Body Mass Index (kg / sqm), lean mass (kg), fat mass (Kg), perimeters (cm) and size (cm). The fat percentage (% G) was Obtained by Lohman's equation (1992). The Wingate test was also applied to verify the peak of anaerobic power, average power and percentage of fatigue of the gymnasts. The test of manual holding was performed to examine the strength. The main results found indicated that the gymnasts in this age group have low amount of fat,% G = 16.13 ± 0.90%, lean mass 21.10 ± 1.96 kg and fat mass 5.70 ± 0.76 kg. The distribution of fat is within the normality for pre-pubertal children. Symmetry in the perimeters of upper and lower members was found. The values of anaerobic power were: peak power 6.54 ± 1.02 W/Kg-1, average power 4.59 ± 0.90 W/Kg-1 and percentage of fatigue 31, 70± 6, 59. The manual holding strength to the right side was 15.69 ± 2.04, and left 14.69 ± 2.04. Therefore it is concluded that despite high charges for the anaerobic training, power was classified as median and good, these values can be explained by the phase of training (general preparatory) that the gymnasts were in the analyzed period. As for body composition, it was concluded that the sample is within the standards of normality.

Key-words: Artistic gymnastics, body composition, anaerobic power, manual holding strength.