Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

BOCHA E PARALISIA CEREBRAL SEVERA: POSSIBILIDADE DE INCLUSÃO SOCIAL

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Janaina Pessato Jerônimo, Ana Maria Faccioli Carmago, Luiz Antônio Silva Campos, Octávio Barbosa Neto.

Resumo

Esta pesquisa é fruto da inquietação da pesquisadora no trabalho desenvolvido com deficiência física, principalmente a paralisia cerebral severa (PCS). Na intenção de integrar essas pessoas às questões cotidianas da vida, deparamos com a prática do esporte adaptado e no desenvolvimento dessas atividades uma pergunta se impôs: como o esporte poderia facilitar a inclusão social dessas pessoas? Eis por que fizemos esta pesquisa e definimos como objetivo mostrar como o esporte adaptado pode facilitar a inclusão social de pessoas que têm PCS. Optamos por uma pesquisa qualitativa interpretativa. Como procedimentos metodológicos, recorremos à pesquisa bibliográfica sobre o tema, à análise de filmagens em VHS de competições de bocha e a entrevistas individuais semiestruturadas. Para participar do estudo, definimos um grupo de 23 atletas com que integram o projeto de esportes adaptados da Associação de Deficientes de Uberaba ( ADEFU) e suas respectivas mães ou seus respectivos responsáveis. Nossa análise revelou uma história marcada pela exclusão: de famílias simples e desinformadas, essas pessoas ignoravam direitos elementares; revelou, também, avanços no desenvolvimento de habilidades motoras que lhes trouxeram mais concentração, memória, atenção e a consciência de que o esporte pode fazê-los superar limitações e obter respeito. Após ler e interpretar os dados foi possível afirmar que a prática esportiva anula a ideia de que a deficiência incapacita a pessoa: as pessoas com PCS que participaram desta pesquisa encontraram, nas relações sociais mediadas pelo esporte, outras formas de desenvolver suas capacidades. O esporte lhes trouxe avanço nas relações e na interação social que até então desconheciam.

Palavras chave: Deficiência física; esporte; interação social.

Abstract

This report is the result of the researcher’s concern when working with physical disabilities specially with severe cerebral palsy (SCP) sufferers. To integrate them to everyday life, we faced the need to adapt the sport practice and when developing these activities we came up with the question: How can sport make the social inclusion of these people easier? This is the main reason of our survey. We defined as our aim the inclusion SCP sufferers and opted for a qualitative interpretive research. As methodology we resorted to the bibliography on the subject, to Bocha competitions films on VHS analysis and to individual interviews. We chose 23 athletes along with their mothers, who were already in the Adapted Sports Project of Uberaba’s Disabled Association. The data analysis revealed a history of exclusion, of families of low income ignoring their civil rights; it also revealed motor abilities development which helped their concentration capacity, memory, attention and made them conscious that through sports practice they can overcome their limitations and gain respect. After reading and interpreting survey data it was possible to say that sports practice invalidates the idea that physical disabilities disable a person. People suffering from SCP who joined the research found a way of developing their capacities through sports practice friendship. Sports practice gave them a new scope on social relationship which was unknown to them till now.

Key words: Physical disabilities, sport, social interaction.