Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DOS ACADÊMICOS DA FAVENORTE

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Igor Rainneh Durães Cruz, Amário Lessa Junior, Wellington Danilo Soares, Enio Pacifico de Faria Junior, Rodrigo Gonçalves Silva.

Resumo

Introdução: A associação entre a prática de atividade física e melhor padrão de saúde tem sido relatada na literatura há muito tempo e tem aumentado na década atual. Esses estudos evidenciaram uma relação inversa entre o nível de atividade física e a diminuição da mortalidade. Mas é possível perceber que poucos países têm incluindo o tema atividade físicos nos levantamentos epidemiológicos. Estudos apontam um elevado número de sedentários entre os estudantes universitários, porque a faculdade exige muito dos discentes em outras atividades acadêmicas (congressos, laboratórios, estágios) o diminui de forma lenta e gradual a prática da atividade física entre esta população. Objetivo: investigar o nível de atividade física dos acadêmicos da FAVENORTE. Método: este estudo é do tipo transversal com uma amostra de 461 universitários do campus do Instituto Superior de Educação Verde Norte - FAVENORTE, situada na cidade de Mato Verde – MG. Os alunos selecionados apresentaram uma amplitude de 18 a 34 anos, sendo 212 do gênero masculino (M= 26,67; SD= 8,10) e 249 do gênero feminino (M= 24,36; SD= 6,98). O instrumento utilizado foi Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ), versão VIII curta. Os dados foram analisados por meio pacote estatístico SPSS versão 15.0 for Windows. Resultados: O sedentarismo entre os acadêmicos foi de 40.56%, sendo que o gênero masculino e o curso de Educação Física e Ciências Biológicas se mostraram mais ativos fisicamente, apresentando diferença significativa entre as dimensões do instrumento. Conclusão: O nível de sedentarismo entre os estudantes universitários é alto, o gênero masculino continua ser mais ativo que o gênero oposto e isso refletem nos cursos da área da saúde e exatas. O atual perfil pode ser revertido por meio de jogos, festivais e projetos de extensão envolvendo atividades com alta movimentação corporal.

Palavras-chave: Atividade física, estudantes universitários e sedentarismo.

Abstract

Introduction: The association between physical activity and better standard of health has been reported in the literature long ago and has grown in this decade. These studies showed an inverse relationship between level of physical activity and decreased mortality. But you can see that a few countries have included the topic physical activity in epidemiological surveys. Studies show a large number of sedentary among college students because college requires a lot of students in other academic activities (conferences, labs, internships) diminishes slowly and gradually the practice of physical activity among this population. Objective: To investigate the level of physical activity among academics FAVENORTE. Method: This study is a cross with a sample of 461 college students from the campus of the Institute of Education Green North - FAVENORTE, located in the city of Mato Verde - MG. Students selected had a range from 18 to 34 years, 212 males (M = 26.67, SD = 8.10) and 249 females (M = 24.36, SD = 6.98). The instrument used was the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ), short version VIII. Data were analyzed using statistical package SPSS version 15.0 for Windows. Results: Physical inactivity among the students was 40.56% while the male and the course of Physical Education and Sciences were more physically active, showing significant difference between the dimensions of the instrument. Conclusion: The level of inactivity among college students is high, the male continues to be more active than the opposite gender and that the courses reflect the health and accurate. The current profile can be reversed through games, festivals and outreach projects involving activities with high body movements.

Keywords: Physical activity, college students, sedentary lifestyle.