Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL VERSUS DESCONFORTO LABORAL

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Pablo Braga Viana, Luciana Vasconcellos Benini, Cidia Vasconcellos

Resumo

Com o aumento das demandas de trabalho, velocidade e armazenamento das informações, o computador tornou-se imprescindível, e com ele, houve um crescimento da incidência de doenças e desconfortos laborais. Este estudo tem como objetivo verificar os benefícios de um programa de qualidade de vida, a partir da comparação da incidência de queixas e intensidade de dores em funcionárias/colaboradoras, dos setores administrativos de duas empresas, que cumprem suas jornadas de trabalho em postos informatizados. O estudo é do tipo transversal e descritivo semi-quantitativo. A investigação foi realizada por meio de um Censo Ergonômico, que tem como finalidade analisar, de acordo com as queixas do trabalhador, algum desconforto, dificuldade ou fadiga e o quanto eles os consideram relacionados ao trabalho. Foram escolhidas duas empresas, denominadas neste estudo como (A) e (B). A empresa (A) possui um programa de Ginástica Laboral, executado diariamente no inicio da jornada de trabalho, com duração de 15 minutos, com exercícios de movimentação articular e alongamentos, e também dois dias por semana, no período da tarde, com duração de 10 minutos, com exercícios de alongamento e relaxamento. A empresa (B) não possui tal programa. A seleção das colaboradoras foi feita de acordo com a possibilidade logística: foram incluídas no estudo somente colaboradoras do sexo feminino, que anuíram em dele participar, assinando o termo de consentimento livre e esclarecido, perfazendo um total de 45 mulheres, 28 da empresa (A) e 17 da empresa (B), todas com ocupação de interação com o computador por 6 horas ininterruptas ou 8 horas, com intervalo para almoço, e idades variando de 18 a 45 anos. Com os dados obtidos neste estudo e pelas análises realizadas, pôde-se notar que houve similaridade entre as empresas em todos os pontos de dores, exceto no item pescoço, além de maior número de indivíduos que não apresentam queixas na empresa (A). Com base nessas análises, concluiu-se que os programas de qualidade de vida são relativamente eficazes no combate às doenças ocupacionais.

Palavras-chave: Estafa profissional - prevenção e controle; Estafa profissional - reabilitação; Terapia por Exercício - educação; Terapia por Exercício - organização & administração; Terapia por Exercício - utilização.

Abstract

The increase of working demands, saving information and its speed has made the computer an indispensable machine, which promotes a large number of labour distresses and diseases. This study intends to check the benefits of quality of life and health by making a comparison between the incidence of complaints and intensities of staff suffer from two business companies, which take place at computer-aided stations. It is a transversal-descriptive and semi-qualitative study and came about an ergonomic census, which the aim is to analyze, according to the workers complains, any distress, difficulty or fatigue and how much they consider them related to their work. We chose two companies to this investigation and called them (A) and (B). The company called (A) has a Labor Gymnastic schedule which is daily promoted at the beginning of work, during 15 minutes and includes join movements and stretching. It also includes, twice a week, in the afternoons, in a period of 10 minutes, join movements and stretching. The company (B) does not have any schedule. The selection was made by co-workers and concerned the logistics possibilities: it were included only female co-workers, who agreeded to participate and sign in an approval term which consisted in a number of 45 women, in which 28 were from the company (A) and 17 from (B), ages from 18 to 45, all working with the computer for uninterrupted 6 or 8 hours a day, except for the lunch time break. We could achieve, by data from this research and statistics that it has happened a similarity between the companies related to the aching complain, except for the neck ache and a larger number of people who had not complained about any ache at the company (A). The study of facts shows us that the quality of life and health is relatively efficient to fight against occupational diseases.

Keywords:  Occupational stress - control and prevention; Occupational stress - rehabilitation; Physical activity therapy - education; Physical activity therapy - organization and management; Physical activity therapy - utilization.